Califórnia: orgânicos e frescos na noite do Azeite Experience

Categorias: Azeite Experience, Na minha Cozinha

Azeite Experience

Califórnia

A viagem que fiz recentemente para o Alasca e Los Angeles me inspirou em relação a comidas mais leves ou até mesmo do tipo light, vegan, vegetariano, glutenfree, locarb e muitas outras linhas de sucos,sabonetes e roupas de conceitos baseados em sustentabilidade.

O sabor e as texturas ficam limitados se não tivermos criatividade para unir ingredientes que sejam, ao mesmo tempo, saudáveis e saborosos. Além disso, o ideal é utilizar técnicas de fritura sem ingredientes gordurosos, como manteiga, que confere o famoso sabor amanteigado aos pratos.

Na Califórnia, os restaurantes seguem uma linha de que eu também gosto muito: poucos e bons ingredientes. Por meio de uma culinária regional e sazonal, o propósito de cuidar do lugar em que moramos pode ser alcançado pela comida e pelos hábitos alimentares.

A comida mexicana se reinventa nessa tendência, e tacos com recheios crus e naturais estão muito presentes, assim como a comida oriental do Vietnã e do Japão, com os peixes leves e no vapor. Muitos alimentos são orgânicos e a maioria, bem frescos.

O consumo de azeite na região é intenso e tem aumentado após o bom desempenho na produção desse produto na Califórnia. Bem-sucedido no sabor, o azeite tem sido bem aceito pelos americanos. De qualquer maneira, facilmente encontram-se empórios e lojas gourmet que oferecem azeites do mundo todo. De lá, eu trouxe o Hojiblanca da Espanha, um australiano e um italiano, além de balsâmicos especiais, com cerejas negras e café espresso.

Quis oferecer, nesse Azeite Experience, algo que fosse novo para o convidados e que os surpreendesse de alguma maneira. Para isso, começamos com três entradas, o que tornou o início bem curioso:

Caviar de azeite com arbequina e zestes de limão com broto de coentro

Esfera de azeitona arbequina

Taco de manga com balsâmico de maracujá e azeite da Sicília

Os aromas do outono fizeram parte da entrada por meio da técnica de defumação a frio com serragem de cedro e lavanda. O aroma da fumaça delicada tomou conta dos cogumelos, que ficaram com sabor de floresta. O tartar de damasco e amêndoas combinou com o azeite Hojiblanca.

A carne ficou ainda mais macia com a técnica sous vide feita horas antes do jantar. Temperei a carne com tomilho e manteiga e deixei cozinhando por uma hora a 55°C. Para finalizar, passei na frigideira minilegumes assados para acompanhar. Em breve, postarei a receita! O toque final ficou com o caramelo de balsâmico de café espresso e azeite robusto da Austrália. Confira todas as fotos no nosso Insta @perolapolilloA sobremesa foi em homenagem à primavera: flores lindas, todas comestíveis, com brotinhos, farofa de coco e mousse de chocolate belga, com azeite brasileiro Borriello.

Gostou desse post? Então clique aqui e veja outros sobre o mesmo tema!

Deixe seu comentário!